Bolsas dos EUA fecham quase estáveis com temor sobre bancos

sexta-feira, 4 de abril de 2008 18:25 BRT
 

Por Kevin Plumberg

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas norte-americanas fecharam praticamente estáveis nesta sexta-feira à medida que temores de mais perdas bancárias e o maior declínio no mercado de trabalho em cinco anos ofuscou o otimismo anterior de que a crise de crédito estava cedendo.

O índice Dow Jones teve baixa de 0,13 por cento, a 12.609 pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 0,08 por cento, a 1.370 pontos.

O índice Nasdaq, no entanto, fechou em alta de 0,32 por cento, a 2,370 pontos, registrando sua melhor semana desde agosto de 2006, ajudado pelo forte avanço das ações da Google.

Temores com mais fraqueza entre os bancos e corretoras pesaram. O Bank of America caiu 2,4 por cento, pior desempenho do índice Dow.

Dados do governo também diminuíram o entusiasmo do investidor após mostrarem a terceira queda consecutiva no número de postos de trabalho e a maior taxa de desemprego em dois anos e meio, sinais de que a crise de crédito originada no mercado imobiliário pode ter levado a economia a uma recessão.

"Os investidores estão processando o fato que dados econômicos estão confirmando o que todo mundo acredita, que nós estamos em recessão. Existe uma ansiedade com os resultados corporativos", disse Frederic Dickson, vice-presidente sênior e estrategista de mercado da D.A. Davidson & Co.