Lula acusa Aracruz e Sadia de especularem contra o real

sábado, 4 de outubro de 2008 18:52 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 4 de outubro (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou no sábado que o prejuízo reportado por Aracruz Celulose ARCZ6.SA e Sadia SDIA4.SA com operações no mercado futuro se deveram à "ganância" das empresas que apostaram contra o real.

Ao participar em São Bernardo da campanha a prefeito do ex-ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), Lula afirmou que Aracruz e Sadia estavam "especulando" no mercado e são responsáveis pelas perdas que tiveram.

"Essas empresas, no fundo, estavam especulando contra a moeda brasileira. Portanto, não tiveram prejuízo. Elas praticaram, por conta própria, por ganância, esse prejuízo", disse Lula a jornalistas, segundo a Agência Brasil.

"Portanto, não coloque isso na crise não. Isso é problema delas, que tentaram especular de forma pouco recomendada", acrescentou o presidente.

A Aracruz anunciou um prejuízo de 1,95 bilhão de reais com operações no mercado futuro de dólar e suas ações na Bovespa despencaram 24,8 por cento na sexta-feira, a maior queda dos últimos 18 anos. A Sadia divulgou perdas de 760 milhões de reais com derivativos de câmbio, o que levou os papéis da empresa a cairem 36,5 por cento desde que a empresa anunciou o prejuízo.

Lula comparou a crise financeira nos Estados Unidos a um "tsunami", mas disse que ela chegará ao Brasil como "uma marolinha, não dando nem para esquiar". O presidente negou mais uma vez a adoção de qualquer pacote de medidas para enfrentar os efeitos da crise.

"Não existirá pacote. Nós vamos tomar medidas pontuais para acompanhar a crise e o seu desenrolar. O povo brasileiro pode ficar tranquilo", afirmou.

(Texto de Mair Pena Neto, Edição de Eduardo Simões)