Lucro do HSBC diminui 28% no 1o semestre, para US$10,2 bi

segunda-feira, 4 de agosto de 2008 07:32 BRT
 

LONDRES, 4 de agosto (Reuters) - O HSBC (HSBA.L: Cotações), maior banco europeu, informou nesta segunda-feira que seu lucro líquido caiu 28 por cento no primeiro semestre, em linha com as previsões, em razão de um impacto de 14 bilhões de dólares decorrente de dívidas ruins no setor de empréstimos residenciais nos Estados Unidos e baixas contábeis.

O lucro antes de impostos somou 10,2 bilhões de dólares no período, contra 14,2 bilhões de dólares nos seis primeiros meses de 2007. Analistas consultados pela Reuters previam um resultado de 10,1 bilhões de dólares.

As ações do banco recuavam 2,27 por cento, por volta das 7h29 (horário de Brasília).

O banco disse que as perspectivas paras as economias são "altamente desafiadoras" após terem se deteriorado fortemente no primeiro semestre. O HSBC previu que o crescimento nos mercados emergentes será "razoavelmente bom, apesar de com menos força que no passado recente".

"No fim, a economia real irá se recuperar dessa crise, embora ela possa ficar pior antes de melhorar", disse o chairman do HSBC, Stephen Green, em comunicado.

As dívidas ruins na América do Norte ultrapassaram o patamar de 18 bilhões de dólares nos últimos 18 meses.

O banco de investimento do HSBC registrou uma baixa contábil de 3,9 bilhões de dólares em exposição a crédito e aquisição de empréstimos alavancados.

(Por Steve Slater)