AIEA pede Oriente Médio sem armas nucleares em votação

sábado, 4 de outubro de 2008 17:09 BRT
 

Por Mark Heinrich

VIENA, 4 de outubro (Reuters) - A agência nuclear da ONU aprovou neste sábado uma resolução pedindo a todas as nações do Oriente Médio que renunciem às bombas atômicas em votação boicotada pela maioria dos países árabes que discordaram de emendas à proposta que, segundo eles, tiraria pressão de Israel.

O resultado da votação foi 82 a 0 com 13 abstenções após dias de disputa entre Israel e as nações ocidentais de um lado, e os Estados árabes e islâmicos do outro, que polarizaram um órgão que normalmente opera em consenso.

A decisão da assembléia anual da Agência Internacional de Energia Atômica não é de cumprimento obrigatório, mas destacou tensões profundas em relação à presumida posse israelense de armas nucleares.

Uma resolução semelhante foi aprovada por ampla maioria no ano passado, mas com 47 abstenções de países ocidentais em desenvolvimento.

Para uma aprovação mais ampla neste ano, o patrocinador Egito anulou cláusulas obrigando todos os países do Oriente Médio a não desenvolver ou testar armas nucleares, nem permitir o uso delas no próprio território, e que grandes potências de nucleares não descumpram as orientações .

Mas os esforços para se chegar a um acordo foram minados pela rivalidade entre emendas propostas por Israel e pelos países árabes, incluindo --respectivamente-- um apelo para que todos os Estados da região cumpram as obrigações do Tratado de Não-Proliferação de armas nucleares (TNP) e um apelo pela adesão de todos os países ao tratado.

Intitulado "Aplicação das Salvaguardas da AIEA no Oriente Médio", a resolução também ressaltou a importância do processo de paz entre Israel e os países árabes para estabelecer uma zona livre de aramas nucleares na região.

(Por Richard Balmforth)