Paes segue líder e Gabeira e Crivella disputam vaga no 2o turno

sábado, 4 de outubro de 2008 20:17 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 4 de outubro (Reuters) - Duas pesquisas divulgadas na noite de sábado reforçaram a indefinição sobre quem vai ao segundo turno das eleições para prefeito do Rio de Janeiro enfrentar, provavelmente, Eduardo Paes (PMDB), que se mantém à frente com vantagem confortável.

Pela pesquisa do Datafolha, Fernando Gabeira (PV), com 18 por cento das intenções de voto, aparece pela primeira vez numericamente à frente de Marcelo Crivella (PRB), com 17 por cento. Já pela sondagem do Ibope, é Crivella, com 19 por cento, quem está em segundo lugar, à frente de Gabeira, com 17.

Os dois resultados caracterizam empate técnico pela margem de erro de 2 pontos no Datafolha e 3 pontos no Ibope. Eduardo Paes lidera as duas pesquisas, com 30 por cento, segundo o Datafolha, e 31 por cento, de acordo com o Ibope.

O Datafolha, que já apontara Gabeira empatado tecnicamente com Crivella em pesquisa divulgada no dia 1o de outubro, mostrou oscilação positiva do candidato do PV, que passou de 17 para 18 por cento. Crivella, por sua vez, oscilou negativamente 2 pontos e está agora com 17 por cento.

Eduardo Paes, que já liderava a disputa, com 29 por cento das intenções de voto passou para 30 por cento. Jandira Feghalli (PCdoB) manteve os 12 por cento da pesquisa anterior e está em quarto lugar.

Alessandro Molon (PT) também manteve o índice de 4 por cento e aparece em quinto lugar, seguido por Solange Amaral (DEM), que oscilou de 5 para 3 por cento, e Chico Alencar (PSOL), que passou de 2 para 3 por cento. Paulo Ramos (PDT) manteve 1 por cento das intenções de voto. Os votos brancos e nulos somaram 6 por cento, e 4 por cento não souberam ou não responderam à pesquisa.

Em simulação de segundo turno, Paes continua em vantagem sobre os adversários. Contra Fernando Gabeira, venceria por 52 a 36 por cento das intenções de voto. Se o confronto fosse comCrivella, venceria por 56 a 29 por cento, e contra Jandira, por 52 a 35 por cento.

O Datafolha ouviu 2.017 pessoas na sexta-feira e no sábado.

  Continuação...