Banco Mundial estuda lançar fundo de US$5 bi em bônus emergentes

quinta-feira, 4 de outubro de 2007 19:45 BRT
 

WASHINGTON, 4 outubro (Reuters) - O Banco Mundial planeja lançar fundo de bônus de mercados emergentes no valor de 5 bilhões de dólares no início do próximo ano para ajudar países a desenvolverem seus mercados financeiros domésticos, disseram representantes do banco à Reuters nesta quinta-feira.

O fundo global de bônus em moeda local dos mercados emergentes (Gemloc, na sigla em inglês) deve ser lançado no início de 2008 e irá investir inicialmente em 15 a 30 mercados emergentes, evetualmente expandindo este número para 40 países.

"O fundo irá prover grande liquidez e profundidade aos mercados de bônus em moeda local e oferecer aos investidores uma ampla e diversificada carteira de bônus em moeda local", anunciou em comunicado, a Corporação Financeira Internacional (IFC, na sigla em inglês), o braço do banco para concessão de empréstimos ao setor privado.

O fundo chega em um momento que muitas moedas de mercados emergentes estão se valorizando diante do fraquejante dólar norte-americano, aumentando o interesse dos investidores em bônus em moeda local de países em desenvolvimento.

O fundo irá investir em mercados emergentes como Brasil, México, China, Índia, Polônia, Hungria, Thailândia e África do Sul, disse o representante.

O fundo será operado por uma firma administradora de fundos do setor privado que será escolhida em um processo que se inicia nesta sexta-feira. O envolvimento do Banco Mundial no fundo irá acabar em 10 anos.