BB avança em processo de incorporação do Besc

quinta-feira, 4 de outubro de 2007 20:15 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil e o Tesouro Nacional assinam na sexta-feira um documento para que o Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) não seja mais privatizado como previsto pelo contrato original de federalização, abrindo caminho para que a instituição catarinense seja incorporada pelo BB.

O BB se comprometeu a pagar 250 milhões de reais para cuidar da movimentação financeira estadual de Santa Catarina e da folha de pagamento de servidores catarinenses por 5 anos. O valor será pago somente após a incorporação do Besc pelo BB.

A folha de pagamento de Santa Catarina foi leiloada no ano passado por 210 milhões de reais. O Bradesco venceu o leilão, mas o pagamento não foi feito por decisão do Supremo Tribunal Federal após questionamento da União, que entendia que ela deveria permanecer com o Besc .

O presidente do Bradesco, Márcio Cypriano, mostrou-se esta semana descontente com a incorporação de bancos estaduais pelo BB e disse que sua área jurídica estava avaliando a legalidade desse tipo de operação.

Além do Besc, o BB estuda incorporar o Banco do Estado do Piauí (BEP) e comprar o Banco de Brasília.

De acordo com nota do BB à imprensa, será necessária ainda a contratação de empresas para fazer avaliação econômico-financeira do Besc e posterior aprovação da incorporação pelos acionistas.

"O prazo final para a incorporação (do Besc) será de até 12 meses, contados a partir da data de contratação da última empresa avaliadora", segundo o BB.

(Por Juliana Siqueira)