BOVESPA-Com 5a queda, índice cai ao menor nível em 13 meses

quinta-feira, 4 de setembro de 2008 17:08 BRT
 

SÃO PAULO, 4 de setembro (Reuters) - Numa sessão marcada por contornos de desespero, a Bolsa de Valores de São Paulo cravou a quinta queda consecutiva, puxada pelo pessimismo global com sinais de desaceleração econômica, e voltou ao menor patamar em mais de um ano.

Depois de ter chegado a cair mais de 4 por cento, o Ibovespa .BVSP recuperou-se parcialmente, fechando em baixa de 3,6 por cento, aos 51.602 pontos, só acima do patamar registrado em 21 de agosto do ano passado.

A volatilidade forte -- o índice chegou a acusar alta na abertura -- turbinou o giro financeiro para 5 bilhões de reais, o melhor em quatro semanas.

Ironicamente, as ações da BM&FBovespa BVMF3.SA estiveram entre as de pior desempenho no Ibovespa, despencando 10,4 por cento, para 10,66 reais.

Mais uma vez, porém, os papéis que mais puxaram o índice para baixo foram os de empresas ligadas a commodities, especialmente as fabricantes de aço, que reagiram à combinação de pessimismo com a desaceleração na economia européia com ritmo mais fraco da indústria automobilística doméstica.

As ações ordinárias da Usiminas USIM3.SA sintetizaram o estado de ânimo do mercado, caindo 7,54 por cento, a 46,01 reais.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Vanessa Stelzer)