PANORAMA2-Mercado lê emprego fraco nos EUA como juro menor

sexta-feira, 4 de abril de 2008 17:48 BRT
 

Por Vanessa Stelzer

SÃO PAULO, 4 de abril (Reuters) - O dado foi ruim, mas a leitura que o mercado fez foi positiva: menos empregos significam mais cortes de juros e maior estímulo à economia dos Estados Unidos. Com isso, o dólar caiu ante o real e a Bovespa subiu.

Os Estados Unidos fecharam mais postos de trabalho que o previsto em março --80 mil--, mês em que a taxa de desemprego chegou ao maior nível em dois anos e meio.

"O payroll (postos de trabalho) teve influência negativa no mercado, mas até o final da manhã boa parte dele já havia se recuperado", disse Flávio Serrano, economista-chefe da López León Markets.

Logo após a divulgação dos dados, os juros futuros dos Estados Unidos apontaram 40 por cento de chance de corte de juro pelo Federal Reserve de 0,50 ponto percentual em abril, contra 20 por cento na quinta-feira.

Uma pesquisa da Reuters mostrou no fim do dia que os dealers primários são unânimes em prever um corte em abril, sendo que 11 vêem uma redução de 0,50 ponto e 6 apostam em 0,25 ponto. A maioria deles acreditam em nova redução em junho.

Um maior estímulo monetário dá suporte aos Estados Unidos na tentativa de evitar ou aliviar uma eventual recessão, que prejudicaria a economia global.

Internamente, o setor automotivo divulgou mais um recorde de vendas e produção no primeiro trimestre, o que reforça a visão de que o Banco Central vai começar a elevar os juros em algum momento neste ano, uma vez que a demanda interna segue bastante aquecida.

  Continuação...