Vazamento fecha usina de manganês da Vale na França

quinta-feira, 4 de setembro de 2008 18:55 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale informou nesta quinta-feira que um vazamento de metal em forno elétrico deixará a sua usina de manganês, na França, a Rio Doce Manganèse Europe (RDME), fechada por seis meses.

O retorno está previsto para fevereiro de 2009.

"A companhia estima que esta parada implique em corte de produção na ordem de 45 mil toneladas de ligas", informou a Vale em um comunicado.

Segundo a Vale, a RDME já operava a 60 por cento de sua capacidade instalada, devido ao acidente ocorrido em agosto de 2007.

A empresa afirmou que utilizará a capacidade do seu parque produtivo para minimizar os impactos no fornecimento a seus clientes.

As ações preferenciais da mineradora fecharam o pregão em queda de 3,11 por cento, acompanhando a queda do Ibovespa, que encerrou o dia desvalorizado em 3,96 por cento.

Os papéis da empresa vêm sofrendo nos últimos tempos com a queda das commodities no mercado internacional.

Rumores de que a companhia conseguiria um ajuste adicional no preço do minério de ferro chegaram a melhorar o desempenho das ações na quarta-feira, mas nesta quinta a coreana Posco, quarta maior siderúrgica mundial, desmentiu o boato.

Na quarta-feira, a Vale informou que desconhecia um eventual ajuste suplementar de 20 por cento para o minério de ferro, como foi publicado por alguns veículos.

A Vale fechou contrato de um ano com seus clientes em fevereiro, obtendo aumento de 65 e 71 por cento para o minério em 2008.

(Reportagem de Denise Luna)