PIB da zona do euro esfria no 4o tri e inflação sobe em janeiro

terça-feira, 4 de março de 2008 07:43 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - O crescimento da zona do euro caiu quase à metade no quarto trimestre de 2007, com uma redução nos gastos das famílias e do governo, enquanto os preços de energia impulsionaram a inflação ao produtor em janeiro.

O escritório de estatísticas da União Européia confirmou sua estimativa inicial de que o Produto Interno Bruto (PIB) nos 13 países que utilizam o euro cresceu 0,4 por cento na comparação trimestral, em linha com as expectativas.

O PIB avançou 2,2 por cento ano a ano, ligeiramente abaixo da estimativa anterior de 2,3 por cento.

Os gastos das famílias e do governo diminuíram 0,1 por cento em relação ao trimestre anterior. Os investimentos contribuíram com 0,2 ponto percentual para o resultado geral.

O Eurostat também informou que os preços ao produtor subiram 0,8 por cento em janeiro na comparação mensal e 4,9 por cento ano a ano. O resultado já era esperado por economistas ouvidos pela Reuters.

O salto da inflação foi patrocinado principalmente pelo aumento dos custos da energia.