Caixa baixo leva PETROBRAS a captar mais em 2008

terça-feira, 4 de março de 2008 15:09 BRT
 

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, 4 de março (Reuters) - A queda do nível do caixa da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) em 2007 vai levar a empresa a captar mais em 2008, um volume que pode chegar a 10 bilhões de dólares contra os 6 bilhões de dólares obtidos no ano passado.

O caixa da empresa em 31 de dezembro de 2007 era de 13 bilhões de reais, uma queda de 53 por cento em relação ao caixa de 27,8 bilhões de reais há um ano.

De acordo com o diretor Financeiro da Petrobras, Almir Barbasa, a capacidade de geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) se aproximou dos investimentos da companhia no quarto trimestre, o que pode levar a mais captações no mercado.

O Ebitda foi de 50,3 bilhões de reais enquanto os investimentos somaram 45,3 bilhões de reais no ano passado.

"Devemos retornar com maior frequência ao mercado...o indicador mostra que o investimento já atingiu o Ebitda, ou seja, a geração de caixa está se igualando ao investimento", avaliou Barbassa a jornalistas após reunião com analistas de mercado para debater o balanço da companhia no quarto trimestre de 2007, divulgado na véspera.

Devido ao impacto da valorização do real, gastos com o fundo de pensão Petros, entre outros fatores, o lucro da Petrobras caiu 17 por cento em 2007, para 21,5 bilhões de reais.

Perdas na área internacional no Equador, da ordem de 400 milhões de reais, por mudanças regulatórias, e nos Estados Unidos, por descobertas de poços secos com gastos no valor de cerca de 500 milhões de reais, também contribuíram para a queda de lucro da empresa, informou Barbassa.

Segundo o diretor, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e o japonês JBIC serão as principais fontes de recursos.   Continuação...