4 de Dezembro de 2007 / às 10:45 / 10 anos atrás

Petróleo recua enquanto operadores esperam decisão da Opep

Por Luke Pachymuthu

CINGAPURA (Reuters) - Os preços internacionais do petróleo recuavam nesta terça-feira enquanto o mercado aguardava por um sinal claro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sobre sua produção, à medida em que aumenta a pressão dos países consumidores por mais petróleo e preços mais baratos.

Diversos membros do cartel disseram acreditar que o mercado mundial de petróleo está bem abastecido e que não há necessidade do grupo anunciar um aumento de produção na reunião de quarta-feira em Abu Dhabi.

O contrato de petróleo leve em Nova York recuava 0,80 dólar, para 88,51 dólares o barril, às 8h29 (horário de Brasília). Na sessão passada, o contrato chegou a ser cotado a 87,14 dólares, patamar mais baixo em cinco semanas.

Em Londres, o contrato do tipo Brent caia 0,30 dólar, para 89,50 dólares o barril.

“O mercado está inoperante no momento, esperando por um sinal claro da Opep e pelos dados (dos estoques dos EUA) de amanhã”, afirmou Simon Wardell, analista de petróleo da Global Insight.

Os preços da commodity estão cerca de 10 por cento abaixo do pico registrado em 21 de novembro, quando o contrato do petróleo em NY atingiu 99,29 dólares por barril.

A queda nos preços e a perspectiva de redução da demanda também contribuíram para a maior relutância da Opep em elevar sua produção.

Pesquisa Reuters com 23 bancos, operadores e fundos mostrou na segunda-feira que 12 participantes não esperam um aumento da produção da Opep.

No final da semana passada, pesquisa semelhante mostrou que 18 de 24 participantes esperavam um aumento de 500 mil barris por dia.

Os preços da commodity ficaram sob pressão na segunda-feira, depois que o oleoduto gigante da Enbridge, ligando o Canadá aos Estados Unidos, foi reaberto mais cedo que o esperado. O oleoduto havia sido fechado na semana passada, por conta de um incêndio.

Em outra pesquisa feita pela Reuters, analistas disseram esperar uma queda de 800 mil barris nos estoques de petróleo dos Estados Unidos na semana encerrada em 30 de novembro, por conta do fechamento do oleoduto.

As reservas de derivados devem ter sofrido uma redução de 300 mil barris, enquanto que os estoques de gasolina foram ampliados em 1,3 milhão de barris.

Os dados sobre os estoques norte-americanos serão divulgados na quarta-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below