Medo de desaceleração global faz Bovespa voltar a janeiro

segunda-feira, 4 de agosto de 2008 17:44 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Uma nova rodada de queda pronunciada das commodities pesou sobre as ações ligadas ao setor e levou a Bolsa de Valores de São Paulo ao menor nível desde janeiro.

O Ibovespa, que chegou a rondar queda de 4 por cento, reduziu suavemente o movimento no final dos negócios desta segunda-feira, caindo 3,51 por cento, para 55.609 pontos.

O giro financeiro na bolsa totalizou 4,69 bilhões de reais.

O medo de uma desaceleração da economia mundial impôs perdas em bloco nos mercados de grãos, petróleo e metais. O cobre caiu ao menor nível em seis meses.

O barril do óleo voltou à casa dos 121 dólares, no menor patamar desde maio, mesmo com o risco de danos às instalações produtoras em parte dos Estados Unidos e com declarações do governo iraniano de que vai manter seu programa nuclear.

"Está havendo uma liquidação generalizada dos investimentos em ativos ligados a commodities, por causa do medo de desaceleração da economia mundial", resumiu Rafael Moysés, gestor da corretora Umuarama.

Contribuiu para essa análise a divulgação de um indicador apontando que os preços ao consumidor nos Estados Unidos subiram em junho na maior velocidade em mais de 25 anos, ao passo que a renda pessoal teve o menor aumento em um ano.

Os resultado foi mais uma saraivada de ordens de venda de ações de maior peso no índice. As preferenciais da Vale desabaram 7,15 por cento, a 35,70 reais. Em dois meses, a mineradora já perdeu um terço do valor de mercado.   Continuação...