Após meses de denúncias, Renan renuncia à presidência do Senado

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 16:11 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - Após quase sete meses bombardeado com denúncias de corrupção, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) renunciou à presidência do Senado nesta terça-feira.

"Renuncio ao mandato de presidente do Senado sem mágoas ou ressentimentos, de cabeça erguida", disse Renan em discurso no plenário do Senado.

O senador disse ainda que não renunciou antes para não parecer que aceitava "as infâmias e inverdades" divulgadas contra ele nos últimos meses. Ele estava licenciado da presidência há mais de 50 dias.

O plenário julga nesta tarde a recomendação de cassação do mandato do senador por quebra de decoro parlamentar no processo em que ele é acusado de ter adquirido veículos de comunicação em Alagoas por meio de "laranjas". Em setembro, ele foi absolvido de outra acusação.

(Reportagem de Isabel Versiani)

 
<p>Ap&oacute;s meses de den&uacute;ncias, Renan renuncia &agrave; presid&ecirc;ncia do Senado. Ap&oacute;s quase sete meses bombardeado com den&uacute;ncias de corrup&ccedil;&atilde;o, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) renunciou &agrave; presid&ecirc;ncia do Senado nesta ter&ccedil;a-feira. Foto do Arquivo. Photo by Jamil Bittar</p>