Conheça os projetos de expansão da siderurgia brasileira

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 18:27 BRST
 

 RIO DE JANEIRO (Reuters) - O setor siderúrgico brasileiro
retomou um processo de expansão iniciado no período
pós-privatização, na década de 1990, e interrompido pela
estagnação da economia.
 Com capacidade instalada para fabricar 37,1 milhões de
toneladas de aço, o parque siderúrgico no Brasil poderá quase
dobrar de tamanho até 2012 se todos os projetos em andamento e
estudos forem adiante. Segundo o Instituto Brasileiro de
Siderurgia (IBS), pelo menos mais 22 milhões de toneladas estão
garantidos em cinco anos.
 Veja a seguir os projetos previstos pelo IBS em milhões de
toneladas por ano:

PROJETOS DEFINIDOS ATÉ 2012:
EMPRESA                      Mt/ano
ArcelorMittal Tubarão       2,5
Grupo Gerdau                 4,0
Aços Villares                0,6
Sid. Barra Mansa             1,3
Cia. Sid. Nacional           4,5
Usiminas                      2,2
Total do aumento
da capacidade               15,1

Total do Investimento   US$ 17,2 bilhões

NOVOS ENTRANTES ATÉ 2012:
EMPRESA                       Mt/ano
Cia. Sid. do Atlântico       5,0
Aços Cearense                 0,4
Vallourec Sumitomo            1,0
Cia. Sid. do Planalto         0,4

Total da capacidade
Instalada                      6,8

Total do investimento    US$ 5,8 bilhões

PROJETOS ANUNCIADOS OU EM ESTUDO:

EMPRESA                       Mt/ano
Baosteel (ES)                  5,0
CSN (MG)                        4,5
MMX (MS)                        0,5
Ceará Steel (CE)               2,5
Usiminas                       3,0
Sid. do Mearim (1afase-MA)    3,5

Total da capacidade          19,0

Total de investimento US$15,6 bilhões


Capacidade Mt                 37,1
Projetos de parque instalado 15,1
Novos Entrantes                6,8
Projetos em estudos           19,0

Total                          78,0
 FONTE: IBS
 (Reportagem de Denise Luna; Edição de Marcelo Teixeira)