Petróleo fecha em baixa com menor risco no Irã e de olho na Opep

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 18:24 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo nos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira com abrandamento das tensões geopolíticas devido a um relatório de agências de inteligências norte-americanas mostrando que o Irã interrompeu seu programa de desenvolvimento de armas nucleares em 2003.

Ainda assim, o presidente norte-americano, George W. Bush, insistiu que o Irã continua sendo perigoso e pediu que sejam mantidas as pressões internacionais.

Na Nymex, os contratos janeiro encerraram a sessão em queda de 0,99 dólar, a 88,32 dólares por barril, após ser negociado entre 87,34 e 89,88.

O petróleo atingiu um recorde a 99,29 dólares durante a sessão do dia 21 de novembro.

O relatório sobre o Irã veio depois da derrota do presidente venezuelano, Hugo Chávez, no referendo sobre a reforma constitucional no domingo, que daria ao presidente a possibilidade de concorrer indefinidamente a reeleição, o que também ajudou a puxar os preços da commodity para baixo.

Os operadores disseram que preocupações sobre a saúde da economia norte-americana em meio ao persistente aperto do crédito tornou o dia propício para a queda dos preços dos contratos futuros do petróleo.

A Opep se reunirá em Abu Dhabi na quarta-feira para projetar a política de produção. Autoridades de Catar, Venezuela, Irã e Líbia são contra um aumento da produção, mas os principais produtores do Golfo, incluindo a Arabia Saudita, deixaram a opção em aberto.

Em Londres, o petróleo tipo Brent caiu 0,29 dólar, a 89,51 dólares por barril, sendo negociado entre 88,97 e 90,45 dólares.

(Reportagem de Gene Ramos)