PANORAMA1-Mercado espera Selic estável apesar de inflação branda

quarta-feira, 5 de março de 2008 08:36 BRT
 

SÃO PAULO, 5 de março (Reuters) - O Banco Central decide nesta quarta-feira o rumo da Selic de posse de mais um dado de inflação. O IPC-Fipe desacelerou para 0,19 por cento em fevereiro, depois da alta de 0,52 por cento em janeiro.

A boa notícia abriria espaço para cortes na taxa básica de juros, mas analistas ponderam que a Selic continuará em 11,25 por cento ao ano por conta das incertezas externas e, principalmente, do ritmo forte da atividade no Brasil.

A expectativa é de que a produção industrial em janeiro dê mais indicações sobre a firmeza da economia doméstica. Analistas consultados pela Reuters prevêem crescimento de 2,0 por cento na comparação mensal e de 9,0 por cento em relação ao ano anterior, segundo a mediana das estimativas.

COMMODITIES E ENERGIA

O mercado de petróleo, que costuma influenciar as decisões de investidores em outras commodities, incluindo as agrícolas, voltará os olhos nesta quarta-feira para a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em Viena.

Na ocasião, os integrantes da Opep manteriam a produção do cartel, de acordo com expectativas do mercado. Uma decisão contrária pode ter impacto nas negociações.

Na terça-feira, o petróleo fechou em queda nos EUA, com temores de uma recessão norte-americana, o que levou a realização de lucros e liquidação de comprados em várias commodities, como grãos, açúcar e café.

Outro dado que deve mexer com o petróleo na quarta-feira é aquele sobre os estoques nos EUA.   Continuação...