Preocupação com crédito diminui e mercados na Ásia sobem

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 08:19 BRST
 

Por Lincoln Feast

CINGAPURA (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam no ponto mais alto em quase três semanas nesta quarta-feira, impulsionadas por rali no dólar que ajudou a reduzir preocupações dos investidores sobre a fraqueza na economia dos Estados Unidos e aperto nos mercados de crédito.

Os investidores agiram com certa cautela diante da divulgação, prevista para sexta-feira, de dados sobre o mercado de trabalho nos EUA e o relatório de confiança dos consumidores, os últimos grandes dados a serem divulgados antes da decisão sobre juro que será tomada pelo Federal Reserve na próxima semana.

Com isso, os ganhos com as ações nesta quarta-feira foram contidos e houve alguma realização de lucro sobre títulos governamentais.

Os mercados esperam que o Fed reduza os custos dos empréstimos em, talvez, 0,50 ponto percentual, para sustentar a economia diante do aperto de crédito que secou mercados de fundos, reduziu a atividade de fusões e aquisições e prejudicou os lucros de instituições financeiras.

A bolsa de TÓQUIO encerrou em alta de 0,83 por cento e o índice MSCI que reúne os outros mercados da região Ásia-Pacífico subia 0,65 por cento, a 542,09 pontos às 7h46 (horário de Brasília).

Ações do setor financeiro recuaram depois que o JPMorgan reduziu estimativas de lucro de grandes bancos dos Estados Unidos para 2008. O HSBC recuou 0,76 por cento e o sul-coreano Woori Financial Holdings teve queda de 1,72 por cento. Em Tóquio, o Citigroup se desvalorizou em 1,37 por cento.

A bolsa de SEUL subiu 1,06 por cento, HONG KONG teve alta de 1,61 por cento, XANGAI avançou 2,58 por cento e TAIWAN teve valorização de 0,30 por cento.

CINGAPURA subiu 0,91 por cento e SYDNEY remou contra a maré, encerrando em queda de 0,35 por cento.