EUA pedem que Paquistão encerre censura à imprensa e detenções

segunda-feira, 5 de novembro de 2007 07:24 BRST
 

ISLAMABAD (Reuters) - A embaixada dos Estados Unidos em Islamabad informou que estava "gravemente preocupada" com as restrições impostas pelo Paquistão à imprensa do país e com as prisões de advogados, políticos e ativistas de direitos humanos após o presidente decretar estado de emergência no final de semana.

"Nós pedimos ao governo do Paquistão que acabe imediatamente com as ordens de prisões e permita que a imprensa leve ao ar suas programações, assegurando que todos os cidadãos possam ter um papel construtivo no caminho de paz em direção às eleições democráticas", disse a embaixada em um comunicado na noite de domingo.