Térmicas fazem consumo de gás bater recorde em agosto

sexta-feira, 5 de outubro de 2007 16:18 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 5 de outubro (Reuters) - O consumo de gás natural bateu recorde no Brasil em agosto, puxado pelo aumento das operações das usinas térmicas, atingindo 42 milhões de metros cúbicos diários, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) nesta sexta-feira.

Na comparação com agosto de 2006, o consumo cresceu 1,76 por cento. Já contra julho, o avanço foi de 5,06 por cento, segundo a Abegás.

Com relação aos números apresentados nos primeiros meses de 2007, o consumo aumentou, em média, 3 milhões de metros cúbicos por dia. De janeiro a julho de 2007, a média diária havia sido de 38,8 milhões de metros cúbicos.

Com menos chuvas do que no ano passado no país, as usinas termelétricas foram mais acionadas, o que levou a Petrobras (PETR4.SA: Cotações) a pedir aumento de envio de gás pela Bolívia.

"O setor elétrico, cujo consumo vinha diminuindo devido a um menor acionamento das térmicas em razão da confortável situação hidrológica do país, foi o que apresentou maior acréscimo", informou a Abegás em um comunicado.

As térmicas tiveram um aumento de consumo de 45,09 por cento em agosto em relação ao mês anterior, pulando de 3,3 milhões de metros cúbicos por dia para 4,8 milhões.

Os segmentos industrial, residencial e comercial apresentaram crescimento de 0,81 por cento, 4,75 por cento e 3,14 por cento, respectivamente, na compração com julho.

Nos últimos doze meses, o segmento automotivo foi o que mais se destacou no mercado, apresentando um crescimento de 9,69 por cento. O consumo de gás natural veicular atingiu a marca de 7,1 milhões de metros cúbicos diários, correspondendo a cerca de 17 por cento da demanda média diária brasileira.