Petróleo nos EUA tem queda após dados de mercado de trabalho

sexta-feira, 5 de outubro de 2007 18:13 BRT
 

Por Robert Campbell

NOVA YORK (Reuters) - Os preços dos contratos futuros de petróleo negociados nos Estados Unidos fecharam em queda nesta sexta-feira, apesar de o dado melhor que o esperado sobre o mercado de trabalho no país não ter conseguido conter a fraqueza do dólar, um fator de peso por trás da recente alta da commodity.

Na Nymex, o contrato novembro caiu 0,22 dólar e fechou cotado a 81,22 dólares por barril.

O petróleo tipo Brent negociado Londres teve queda de 0,07 dólar, para 78,90 dólares.

A economia norte-americana teve acréscimo maior que o esperado de empregos do que o esperado em setembro e os números do crescimento de postos de trabalho para julho e agosto foram revisados para cima.

Contudo, o dólar continuou a cair perante outras grandes moedas à medida que investidores apostavam em um novo corte na taxa básica de juros dos Estados Unidos.

"Não há nenhum motivo que está forçando o petróleo a ir a qualquer lugar, e é por isso que ele não está indo para lugar nenhum", disse Mike Fitzpatrick, vice-presidente da MF Global. "Uma vez que superar 84 dólares ou cair abaixo de 80 dólares, então provavelmente terá algo forçando (a commodity)".

O petróleo tem sido negociado em torno de 80 dólares por barril desde que atingiu o preço recorde de 83,90 dólares no mês passado, impulsionado pela fraqueza do dólar e preocupações de queda nos estoques do produto próximo ao rígido inverno no Hemisfério Norte, quando a demanda pela commodity aumenta.

Alguns analistas, porém, estão alertando que o petróleo deve passar por ajustes técnicos, notando que os ganhos no preço do petróleo bruto subiram mais do que o de derivados ao passo que a temporada de furacões chega ao fim.

(Reportagem adicional de Jane Merriman e Peg Mackey em Londres e Angela Moon em Seul)