Marta elogia Alckmin e sinaliza pedido de apoio ao tucano

domingo, 5 de outubro de 2008 23:38 BRT
 

Por Carmen Munari

SÃO PAULO, 5 de outubro (Reuters) - Atrás do prefeito Gilberto Kassab (DEM) na apuração do primeiro turno da eleição de São Paulo, a candidata do PT, Marta Suplicy, acenou com um pedido de apoio ao candidato derrotado Geraldo Alckmin (PSDB).

"Elogio a postura, a elegância, a ética e a dignidade na adversidade que ele viveu", disse Marta, referindo-se ao tucano que ficou em terceiro lugar no primeiro turno e fora da disputa.

Alckmin recebeu de seu partido um apoio parcial, uma vez que boa parte do PSDB apoiou o prefeito Kassab.

Na primeira entrevista após a abertura das urnas, Marta esperou até as 22h deste domingo para ter uma percepção consolidada dos votos, já que durante toda a campanha ela liderou as pesquisas de intenção que não se confirmaram nas urnas até o momento.

Em relação aos demais partidos que saíram derrotados desta eleição, Marta disse que quer atrair o eleitor do PP, PV e PPS.

Ela reafirmou, como já havia feito nesta manhã ao votar, que vai comparar programas, gestões e trajetórias políticas com o prefeito Kassab.

"A gestão atual vive uma bonança, vamos comparar o que fizemos com 10 bilhões de reais a menos e eles com 10 bilhões de reais a mais", afirmou a candidata à prefeitura.

Mesmo recebendo menos votos do que o prefeito, Marta disse que está confiante na vitória. "Eu tinha clareza que eu ia para o segundo turno e não sabia quem ia comigo, estou satisfeita que o adversário se chama Gilberto Kassab. Eu vou vencer o segundo turno."

A ex-prefeita, que adminstrou a capital de São Paulo entre 2001 e 2004 e foi derrotada na tentativa de reeleição, voltou a citar a parceria com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e disse que ele irá reforçar a sua campanha todas às vezes que for necessário. "Ele faz diferença, ele é o maior líder brasileiro."

(Edição de Roberto Samora e Alexandre Caverni)