Kassab vota com tucanos e quer apoio de Soninha no 2o turno

domingo, 5 de outubro de 2008 13:12 BRT
 

SÃO PAULO, 5 de outubro (Reuters) - O prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), votou na manhã deste domingo acompanhado de aliados do PSDB que fazem parte do secretariado municipal e espera ter o apoio, no segundo turno, do PPS, cuja candidata é a vereadora Soninha Francine.

O prefeito começou o dia com um café da manhã ao lado de simpatizantes e jornalistas no comitê central de sua campanha. Em seguida, ele votou acompanhado dos ex-governadores Orestes Quércia (PMDB) e Cláudio Lembo (DEM) e de secretários tucanos como Walter Feldman (Esporte).

Feldman é ligado ao governador paulista, José Serra (PSDB), que vota mais tarde no mesmo local onde Kassab votou.

O apoio do grupo de tucanos à reeleição do democrata Kassab --eleito vice na chapa encabeçada por Serra há quatro anos-- gerou divisão no partido com o grupo que defendeu a candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin à prefeitura.

Questionado sobre sua presença em um provável segundo turno contra a petista Marta Suplicy, Kassab respondeu: "Seria uma pretensão muito grande dizer que já está resolvido, mas as pesquisas me deixam em uma posição bastante confiante e otimista".

Kassab disse ainda que, caso passe para o segundo turno, como apontam as pesquisas de opinião, espera contar com o apoio do PPS, de Soninha, por acreditar que a legenda tenha mais afinidade com sua candidatura do que com a da petista.

Logo em seguida, o prefeito acompanhou a candidata a vice em sua chapa, Alda Marco Antonio (PMDB), que votou em um colégio do centro de São Paulo. Kassab também visitou uma escola, na zona sul da capital paulista, onde Marta tem base eleitoral mais forte, e outra perto no centro.

(Reportagem de Maurício Savarese; Edição de Eduardo Simões)