ATUALIZA-Cerca de 200 pessoas são detidas no RJ por boca-de-urna

domingo, 5 de outubro de 2008 16:31 BRT
 

(Texto atualizado com informações do TRE do RJ)

RIO DE JANEIRO, 5 de outubro (Reuters) - Ao menos 200 pessoas foram detidas neste domingo, no Estado do Rio de Janeiro, por cometerem crime eleitoral, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Mais de 100 pessoas foram detidas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, quando faziam campanha para o atual prefeito da cidade, Washington Reis (PMDB).

O Exército deteve duas pessoas em Campo Grande, bairro da zona oeste, por boca-de-urna e campanha explícita com uso de carro de som.

"Eles cometeram crimes eleitorais , mas isso sempre acontece. Se tivéssemos mais gente atuando, mais pessoas seriam detidas", avaliou o juiz Luiz Márcio Pereira, responsável pelo controle da propaganda eleitoral no Rio.

Os fiscais também recolheram na favela da Rocinha, na zona sul da cidade, vários exemplares do jornal Folha Universal que fazia propanganda para o candidato a prefeitura, Marcelo Crivella (PRB), ligado a Igreja Universal.

Para o juiz Luiz Márcio Pereira, o jornal tem conotação de panfletagem. "Neste caso não há liberdade de imprensa. Há um ataque e uma campanha em favor de um candidato. Não é permitido nada fora da informação jornalística", comentou.

Mas cedo, policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil detiveram um cabo eleitoral do vereador Claudinho da Academia (PSDC) na Rocinha.   Continuação...