CONSOLIDA-Lacerda admite erros e tem 2o turno com Quintão em BH

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 00:06 BRT
 

Por Marcelo Portela

BELO HORIZONTE, 6 de outubro (Reuters) - Surpreendido por Leonardo Quintão (PMDB) na reta final, Márcio Lacerda anunciou uma postura mais agressiva no segundo turno das eleições para a prefeitura de Belo Horizonte. Quintão, por sua vez, prometeu manter a simplicidade.

Apoiado pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e pelo prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), Lacerda ficou em plano secundário durante o primeiro turno e agora afirmou que a campanha será mais agressiva.

Lacerda atribuiu a uma "acomodação" da coordenação da campanha a aproximação do peemedebista, que lhe tirou uma vitória que chegou a ser vislumbrada no primeiro turno.

"Depois que atingimos certo patamar nas pesquisas, houve uma acomodação da coordenação, de não examinar os detalhes dos sinais negativos. Surgiram várias denúncias por e-mail e panfletos apócrifos e respondemos apenas pelo site", observou.

"Mas isso foi insuficiente. Foi um erro não responder à campanha difamatória. Agora faremos algumas mudanças operacionais", acrescentou, sem revelar quais serão.

Recebido por correligionários com foguetório e festa como se tivesse vencido as eleições, Quintão, que saiu de um patamar de menos de 10 por cento das intenções de voto nas primeiras pesquisas, disse que não ficou surpreso com o resultado.

Quintão disse que pretende manter a tática de discursos direcionados principalmente à camada mais simples do eleitorado, e a simplicidade de seus programas eleitorais.

"É uma estratégia barata e sincera. Olho no olho do eleitor e presença na rua, para ser vaiado ou aplaudido", comentou. "O Lacerda não é político ainda. Eu já estava na praça", se comparou ao adversário em coletiva.   Continuação...