ANÁLISE-O próximo presidente dos EUA vai herdar uma recessão?

quarta-feira, 5 de março de 2008 18:22 BRT
 

Por Emily Kaiser

WASHINGTON (Reuters) - Sob a sombra de uma possível recessão, investidores e economistas tentam descobrir como os três candidatos remanescentes à presidência dos Estados Unidos poderiam enfrentar a desaceleração econômica em caso de vitória na eleição de novembro.

Se a economia norte-americana continuar em declínio, isso pode se traduzir em uma série de mudanças significativas na política econômica a partir de janeiro, quando começa o mandato do republicano John McCain ou dos democratas Hillary Clinton ou Barack Obama.

Hillary manteve viva sua candidatura na terça-feira, ao obter vitórias-chave no Texas e em Ohio. No mesmo dia, McCain arrebatou a indicação republicana.

Não importa quem vença em novembro, o comércio deve estar perto do topo na agenda econômica, e o déficit federal provavelmente irá às alturas, pelo menos até que a economia se recupere da crise imobiliária, do aperto nos padrões de crédito e do aumento dos preços de energia e alimentos.

Assuntos tratados com viés populista pelos democratas, como culpar o comércio global pelos problemas dos trabalhadores, fizeram Wall Street --apaixonado pelo livre comércio-- erguer sobrancelhas.

Eles também têm explorado o descontentamento da classe média, e isso pode definir o tom da política --particularmente se Obama ou Hillary forem bem-sucedidos e entrarem na Casa Branca com o apoio de um Congresso de maioria democrata.

Uma vitória de McCain seria mais complicada, já que ele teria que negociar com um Congresso controlado pela oposição. Ainda assim, os parlamentares mostraram recentemente que podem cooperar com uma Casa Branca republicana em meio a uma crise econômica, como foi provado pela rápida aprovação de um plano de estímulo de 168 bilhões de dólares no mês passado.

"A questão principal é como a economia estará a partir de janeiro", disse Andrew Bernard, professor de economia internacional da Tuck School of Business, da Universidade de Darmouth.   Continuação...