PANORAMA2-Bolsas disparam nos EUA após dados favoráveis

quinta-feira, 5 de junho de 2008 17:42 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 5 de junho (Reuters) - Sinais de recuperação dados pela economia dos Estados Unidos impulsionaram as bolsas de valores em Nova York nesta quinta-feira, injetando ânimo também nos mercados brasileiros.

Um indicador de vendas do varejo teve alta duas vezes maior do que a previsão média de analistas. Além disso, os pedidos de auxílio-desemprego caíram na semana passada para o menor nível desde meados de abril, mostrando força do mercado de trabalho.

"O mercado está reagindo de forma apropriada às vendas no varejo e aos pedidos de auxílio-desemprego. As vendas foram a primeira indicação que tivemos que a restituição de impostos está funcionando", disse Brian Gendreau, estrategista de investimentos do ING Investment Management, em Nova York.

"É um sinal muito bem-vindo. Significa que estamos no caminho para uma recuperação do crescimento."

No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ganhou combustível extra com a recuperação das commodities, em especial do petróleo. O principal índice .BVSP teve a maior alta desde o grau de investimento dado pela Standard & Poor's ao Brasil, em 30 de abril.

A disparada do petróleo ocorreu principalmente por causa da queda do dólar diante do euro. A variação cambial aconteceu após o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, deixar a porta aberta para uma alta do juro na reunião do próximo mês.

O aumento do juro na zona do euro tornaria as aplicações européias mais atraentes em relação aos investimentos feitos em dólares. O juro básico do BCE está atualmente em 4 por cento.

No mercado brasileiro de câmbio, nem o fluxo negativo conseguiu forçar a alta da moeda em meio ao ambiente favorável no exterior. No mercado de juros futuros, os agentes realizaram ajustes após a elevação de 0,5 ponto percentual da Selic.   Continuação...