ATUALIZA-Governo decide desligar termelétricas a óleo

segunda-feira, 5 de maio de 2008 17:45 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações)

RIO DE JANEIRO, 5 de maio (Reuters) - O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) decidiu retirar de operação todas as usinas térmicas que utilizem óleo diesel ou óleo combustível. O objetivo é reduzir o custo da geração elétrica.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o total de usinas retiradas do sistema soma 2,6 mil megawatts. As usinas térmicas a gás natural e carvão foram mantidas, disse um assessor do ministro Edison Lobão.

As térmicas foram acionadas no final do ano passado devido a uma forte estiagem que reduziu o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Com a volta das chuvas e normalização das hidrelétricas, o governo optou por retirar as usinas mais onerosas do sistema.

"O Comitê decidiu desligar todas as térmicas a óleo", disse por telefone um assessor do Ministério de Minas e Energia ao fim da reunião.

ARGENTINA

O ministério informou ainda que apesar da saída das termelétricas do sistema o envio de energia para a Argentina está mantido. A partir da próxima semana serão enviados 500 megawatts para o país vizinho e na semana seguinte o volume atingirá a cota acertada de 800 megawatts.

No final do ano, a Argentina terá que retribuir enviando o mesmo volume de energia.

(Reportagem de Denise Luna; Edição de Marcelo Teixeira)