PANORAMA1-Crédito assusta de novo e mercado segue cena externa

segunda-feira, 5 de novembro de 2007 08:17 BRST
 

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 5 de novembro (Reuters) - A crise de crédito voltou a ganhar atenção dos investidores e o mercado brasileiros deve abrir a semana tentando se ajustar ao movimento das bolsas estrangeiras.

O relatório sobre a criação de postos de trabalho nos Estados Unidos, divulgado na sexta-feira, acabou sendo ofuscado por conta de novas informações desanimadoras sobre a situação de grandes instituições financeiras envolvidas no complicado segmento de empréstimos imobiliários de alto risco.

O Citigroup (C.N: Cotações) informou que deve amargar novas perdas relacionadas aos empréstimos imobiliários. [ID:nN05230011]

A notícia, acompanhada do anúncio da saída do presidente-executivo da instituição, acabou arrastando as bolsas asiáticas e européias para o terreno negativo.

A semana conta ainda com o depoimento do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, a um comitê do Congresso dos Estados Unidos, na quinta-feira.

Na audiência, membros do comitê perguntarão a Bernanke sua avaliação sobre os efeitos da crise imobiliária, grandes déficits comerciais, o enfraquecimento do dólar e sobre a saúde geral da economia norte-americana.

Os comentários de Bernanke serão importantes, já que neste momento o mercado tenta descobrir se o Fed cortará ou não o juro em dezembro, depois de reduzir a taxa em 0,25 ponto na última quarta-feira.

"Para mim, os dados e as circunstâncias sugerem que o Fed não precisa se comprometer e provavelmente tem tempo para ver em que direção os dados irão", disse Marvin Goodfriend, professor da Carnegie Mellon University em Pittsburgh.   Continuação...