Baradei: relatório dos EUA é "janela de oportunidade" para Irã

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 11:33 BRST
 

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA (Reuters) - O relatório de uma unidade de inteligência do governo dos Estados Unidos, que diz que o Irã interrompeu seu programa de armas nucleares em 2003, oferece ao governo de Teerã uma "janela de oportunidade" para resolver a crise, afirmou nesta quarta-feira o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed El-Baradei.

"Isso abre uma janela de oportunidade para o Irã agora, porque o Irã, obviamente, teve de alguma forma (sua posição) justificada quando disseram que eles não estavam trabalhando em um programa de armas, pelo menos, nos últimos anos", disse El-Baradei em entrevista coletiva em Brasília.

O relatório de inteligência contradiz as afirmações feitas pelo governo do presidente norte-americano George W. Bush, que acusa Teerã de manter um programa ativo para o desenvolvimento de uma bomba atômica.

"O relatório me dá um certo alívio porque é consistente com nossa avaliação", afirmou El-Baradei.

Em resposta ao documento da Estimativa de Inteligência Nacional (NIE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, que constatou a interrupção do desenvolvimento de armas nucleares do Irã em 2003, o presidente norte-americano, George W. Bush, disse na terça-feira que o Irã permanecia como ameaça porque estaria controlando a tecnologia com uso militar.

O relatório disse que o Irã continua desenvolvendo as técnicas que poderiam ser aplicadas na produção de armas.

Perguntado se concorda que o Irã permanece uma ameaça, El-Baradei disse: "Obviamente não podemos neste estágio dar uma garantia, porque há trabalho que precisa ser feito... se o Irã continua a ser uma ameaça, para quem, e sob quais condições, essas são questões que precisam ser discutidas numa mesa de negociação."

Mas o Irã deve garantir que todo o seu histórico de atividade nuclear e a atual situação do país sejam declarados à AIEA, disse El-Baradei.

"Quanto antes nós tivermos uma resolução pacífica da questão no Irã, mais cedo teremos alguma esperança de alcançarmos a paz no Oriente Médio", disse ele.

El-Baradei está no Brasil para visitar uma fábrica de enriquecimento de urânio em Resende, no Estado do Rio de Janeiro, que foi inaugurada no ano passado e está em estágio operacional de combustível nuclear para produção de energia.