Após aquisições, JBS será líder global também em vendas de carne

quarta-feira, 5 de março de 2008 13:27 BRT
 

Por Roberto Samora

SÃO PAULO, 5 de março (Reuters) - O grupo brasileiro JBS (JBSS3.SA: Cotações), que anunciou na noite de terça-feira a aquisição de três empresas nos Estados Unidos e na Austrália, deverá assumir a liderança em vendas mundiais de carne bovina, assim que os órgãos antitrustre dos países aprovarem as transações.

O JBS, que já é o maior do mundo em abates de bovinos, irá ampliar sua atuação nos EUA e Austrália com as compras por 1,68 bilhão de dólares das empresas norte-americanas National Beef e Smithfield Beef e da australiana Tasman.

"Somos hoje os líderes em abate. E após a conclusão das aquisições nos tornaremos líderes em vendas do setor. Somente em termos de carne bovina, vamos ter vendas de 20 bilhões de dólares (anuais) e abates de 80 mil bois diariamente", afirmou o presidente do JBS, Joesley Mendonça Batista, em conferência com analistas e jornalistas.

Segundo ele, a empresa registra atualmente 10 bilhões de dólares em vendas de produtos bovinos, contra cerca de 15 bilhões de dólares anuais da norte-americana Tyson Foods (TSN.N: Cotações).

"Considerando as atividades de suínos nos EUA (com vendas de 2 bilhões de dólares anuais), a empresa vai para 22 bilhões de dólares em vendas", acrescentou ele.

Após a integração dos negócios, a empresa terá capacidade de abater 15 milhões de bois por ano, ou mais de 10 por cento do mercado oficial no planeta.

Para fazer frente aos investimentos, a empresa fará uma subscrição privada de novas ações, no valor de cerca de 1,5 bilhão de dólares. Assim, o bloco controlador passará a deter cerca de 51 por cento, contra 63 por cento anteriormente.

De acordo com Batista, todas as empresas juntas vão permitir sinergias de 150 milhões de dólares, em 18 meses após a consolidação do negócio.   Continuação...