El-Baradei demonstra confiança no programa nuclear do Brasil

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 12:11 BRST
 

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA (Reuters) - A agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) demonstrou confiança na natureza pacífica do programa nuclear brasileiro, após o chefe da entidade afirmar, nesta quarta-feira em Brasília, que não há "questões pendentes" sobre o assunto.

Mohamed El-Baradei, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), irá visitar na quinta-feira uma fábrica de enriquecimento de urânio em Resende, no Estado do Rio de Janeiro, inaugurada no ano passado e em estágio operacional de produção de combustível nuclear.

"Nós não temos questões pendentes sobre o programa nuclear brasileiro. De fato, nós temos um bom sistema de verificação aqui", disse El-Baradei a jornalistas.

Ao ser questionado sobre as semelhanças e diferenças do programa brasileiro com o do Irã, alvo de polêmicas pelas dúvidas sobre seu caráter pacífico, El-Baradei respondeu que havia uma "vasta diferença" entre os dois.

"A similaridade é que Irã e Brasil trabalham com o ciclo do combustível. Mas a diferença é que nós não temos um déficit de confiança na natureza pacífica do programa nuclear do Brasil", disse.

Na breve entrevista, El-Baradei também comentou a situação da Venezuela e amenizou sua aproximação do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

"Até onde sabemos, não vimos nada na Venezuela que pudesse levantar dúvidas sobre seu consentimento com o tratado de não-proliferação", disse.

 
<p>O ministro do exterior Celso Amorim (esq) encontra o diretor-geral da Ag&ecirc;ncia Internacional de Energia At&ocirc;mica (AIEA), Mohamed El-Baradei, em Bras&iacute;lia. A ag&ecirc;ncia nuclear da ONU demonstrou confian&ccedil;a no programa nuclear brasileiro, ap&oacute;s o chefe da entidade afirmar que n&atilde;o h&aacute; 'quest&otilde;es pendentes' sobre o assunto. Photo by Jamil Bittar</p>