PANORAMA1-Europa define juro e deve consolidar diferença com Fed

quinta-feira, 6 de março de 2008 08:32 BRT
 

SÃO PAULO, 6 de março (Reuters) - Sem surpresas na manutenção do juro básico brasileiro pelo Comitê de Política Monetária (Copom), os investidores monitoram nesta quinta-feira as decisões de política monetária pela Europa.

O Banco da Inglaterra anuncia às 9h (horário de Brasília) o resultado de seu encontro e a expectativa é de manutenção da taxa em 5,25 por cento. Segundo economistas ouvidos pela Reuters, o BoE vai esperar até maio para voltar a cortar o juro devido aos temores inflacionários.

Um pouco depois, às 9h45, é o Banco Central Europeu (BCE) que faz seu anúncio. Também nesse caso a previsão é de juro intacto, em 4,0 por cento ao ano.

Essa perspectiva, aliada a de que o Federal Reserve terá que cortar mais o juro norte-americano, deve manter o dólar em baixa pelo mundo.

No Brasil, a decisão do Copom de manter a Selic em 11,25 por cento ao ano foi unânime. Foi a quarta reunião consecutiva em que a taxa ficou inalterada. O mercado espera na próxima semana a divulgação da ata da reunião.

COMMODITIES E ENERGIA

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulga pela manhã a mais recente estimativa para a safra de grãos 2007/08 do Brasil.

Consultorias independentes têm elevado suas projeções particularmente para a produção de soja e há expectativa de que a Conab ajuste também para cima a sua estimativa para a oleaginosa, já que no geral o clima tem sido bom para as lavouras e a produtividade está satisfatória.   Continuação...