PANORAMA-Dados dos EUA aliviam mercados e Bovespa beira recorde

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 18:28 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 5 de dezembro (Reuters) - Os indicadores norte-americanos desta quarta-feira diminuíram a chance de um corte do juro em 0,50 ponto percentual pelo Federal Reserve, mas trouxeram alívio por mostrar uma economia mais forte do que o esperado em meio à crise imobiliária e de crédito.

Com a melhora no cenário internacional, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo subiu mais de 2 por cento e se aproximou do recorde, acima de 65 mil pontos no melhor momento do dia. O dólar voltou a ser cotado abaixo de 1,80 real.

A série de relatórios nos Estados Unidos mostrou que a produtividade e o emprego no setor privado cresceram mais do que o previsto.

"Fiquei bastante surpreso com o fato de o dado da ADP (sobre emprego privado) ser tão forte. Eu pensava que esse seria o mês em que começaríamos a ver a fraqueza, o impacto dos problemas no mercado de crédito sobre o emprego", disse David Resler, economista-chefe da Nomura Securities International, em Nova York.

Outro relatório, no entanto, mostrou que a atividade no setor de serviços perdeu força em novembro.

Na quinta-feira, o mercado acompanha o número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA. Na sexta-feira, sai o aguardado relatório do governo sobre criação de postos de trabalho.

No Brasil, o IGP-DI de novembro reiterou a preocupação recente com a inflação ao ficar acima da expectativa de analistas.

O mercado aguarda ainda nesta quarta-feira a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). A ampla expectativa é de manutenção da taxa em 11,25 por cento ao ano.   Continuação...