December 5, 2007 / 8:33 PM / 10 years ago

PANORAMA-Dados dos EUA aliviam mercados e Bovespa beira recorde

4 Min, DE LEITURA

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 5 de dezembro (Reuters) - Os indicadores norte-americanos desta quarta-feira diminuíram a chance de um corte do juro em 0,50 ponto percentual pelo Federal Reserve, mas trouxeram alívio por mostrar uma economia mais forte do que o esperado em meio à crise imobiliária e de crédito.

Com a melhora no cenário internacional, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo subiu mais de 2 por cento e se aproximou do recorde, acima de 65 mil pontos no melhor momento do dia. O dólar voltou a ser cotado abaixo de 1,80 real.

A série de relatórios nos Estados Unidos mostrou que a produtividade e o emprego no setor privado cresceram mais do que o previsto.

"Fiquei bastante surpreso com o fato de o dado da ADP (sobre emprego privado) ser tão forte. Eu pensava que esse seria o mês em que começaríamos a ver a fraqueza, o impacto dos problemas no mercado de crédito sobre o emprego", disse David Resler, economista-chefe da Nomura Securities International, em Nova York.

Outro relatório, no entanto, mostrou que a atividade no setor de serviços perdeu força em novembro.

Na quinta-feira, o mercado acompanha o número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA. Na sexta-feira, sai o aguardado relatório do governo sobre criação de postos de trabalho.

No Brasil, o IGP-DI de novembro reiterou a preocupação recente com a inflação ao ficar acima da expectativa de analistas.

O mercado aguarda ainda nesta quarta-feira a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). A ampla expectativa é de manutenção da taxa em 11,25 por cento ao ano.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,798 real, em baixa de 0,61 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,21 bilhões de dólares.

Bolsa .Bvsp

O Ibovespa avançou 2,28 por cento, a 64.927 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,7 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

A menos de uma hora do fechamento, o índice de principais ADRs brasileiros subia 3,7 por cento, a 37.096 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O DI janeiro de 2009 fechou a 11,72 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 avançOu a 12,23 por cento.

Global 40 braglb40=Rr

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia levemente, para 134,4 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,45 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 6 pontos, a 225 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 247 pontos-básicos.

Bolsas Dos Eua

No momento em que a Bovespa encerrava o pregão, o índice Dow Jones .DJI ganhava 1,28 por cento, a 13.416 pontos. O Nasdaq .IXIC tinha alta de 1,5 por cento, para 2.659 pontos. O índice S&P 500 .SPX subia 1,2 por cento, aos 1.480 pontos.

Treasuries De 10 Anos us10yt=Rr

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,92 por cento no final da tarde ante 3,90 por cento na terça-feira.

Reportagem adicional de Rodolfo Barbosa; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below