BCE mantém taxa de juro na zona do euro em 4%

quinta-feira, 6 de março de 2008 10:51 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) manteve a taxa básica de juros da zona do euro em 4 por cento nesta quinta-feira, em linha com previsão do mercado, já que os riscos para o crescimento econômico ainda não são grandes o suficiente para superar as preocupações com a inflação.

O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, deve comentar a alta dos preços e a desaceleração do crescimento em uma entrevista ainda nesta quinta-feira.

Todos os 72 economistas consultados pela Reutes na semana passada tinham expectativa de manutenção nas taxas de juros. Contudo, a maior parte prevê que o banco central irá reduzir os juros para pelo menos 3,75 por cento até o final de junho, pressupondo que inflação recorde comece a reduzir até lá. A maioria espera que Trichet anuncie que a equipe do BCE tenha revisado as projeções de dezembro de 2 por cento de crescimento em 2008 e 2,1 por cento em 2009, e que tenham elevado a previsão de inflação ante os atuais 2,5 por cento.

A inflação anual na zona do euro foi de 3,2 por cento em janeiro e fevereiro, o maior nível desde o início de 1997 e bem acima da projeção de pouco menos de 2 por cento do BCE.

Além de manter a taxa principal de refinanciamento em 4 por cento, o BCE também afirmou que os juros de depósito continuam em 3 por cento e que a taxa de empréstimo marginal em 5 por cento.

(Reportagem de David Milliken)