PANORAMA-Plano da Casa Branca sobre hipotecas impulsiona mercado

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007 18:22 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 6 de dezembro (Reuters) - O plano de ajuda dos Estados Unidos às "vítimas" dos empréstimos hipotecários de alto risco (subprime) sustentou Wall Street durante a maior parte desta quinta-feira, ao trazer esperança de que pode ajudar a estancar a crise no setor imobiliário.

O desempenho positivo em Nova York influenciou os negócios no Brasil. O dólar caiu mais de 1 por cento, abaixo de 1,78 real, e o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo cravou a oitava alta consecutiva, além de recorde de fechamento.

O presidente norte-americano, George W. Bush, anunciou um plano de congelamento de taxas de empréstimos hipotecários. O objetivo é evitar que a inadimplência e a retomada de imóveis pelas concessoras de hipotecas continuem crescendo.

Segundo a Casa Branca, o plano pode ajudar cerca de 1,2 milhão de proprietários de imóveis.

"O plano neutraliza o pânico, e é realmente isso que o mercado está refletindo", disse Doug Roberts, estrategista-chefe de investimentos da Channel Capital Research, em Shrewsbury, Nova Jersey.

Mas o efeito das medidas não é unanimidade. "Acho que é uma idéia terrível. Para mim, cruza a linha que limita até onde e como o governo pode se envolver no setor privado", avaliou Larry Smith, presidente-executivo da Third Wave Global Investors, em Greenwich, Connecticut.

Nesta sexta-feira, os investidores digerem dados sobre criação de postos de trabalho nos Estados Unidos em novembro. Os números são cruciais para que o Federal Reserve defina, na próxima semana, a extensão do corte de juro esperado pelo mercado.

  Continuação...