Société Générale corre para levantar capital

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008 09:07 BRST
 

Por Marcel Michelson

PARIS, 6 de fevereiro (Reuters) - Após um escândalo envolvendo prejuízos enormes por conta de um operador no Société Générale, as atenções nesta quarta-feira se voltam para o aumento de capital necessário para estabilizar as contas do banco francês.

O jornal Le Figaro afirmou que o conselho do SocGen irá se reunir quarta-feira, um dia depois que Christian Noyer, presidente do Banco da França, expressou seu assombro com a falha de sistema do SocGen que levou o banco a perder 4,9 bilhões de euros (7,2 bilhões de dólares) em operações.

O conselho do banco pode dar sinal verde para que o banco rapidamente levante 5,5 bilhões de euros após dias de apresentações e negociações com acionistas, afirmou o jornal.

Com o momento ruim dos mercados e dúvidas sobre a independência do SocGen, espera-se que o banco ofereça um desconto para assegurar o sucesso da operação, afirmaram operadores. O banco preferiu não comentar.

O banco ainda é pressionado para assegurar o aumento de capital e manter seu futuro em meio a fortes especulações de uma oferta pelo SocGen de pelo menos 40 bilhões de euros.

"Podemos ver alguém chegar e impedir o aumento de capital com uma oferta de compra, esse é o rumor de hoje", afirmou um operador de Paris de uma corretora estrangeira.

"O momento de fato é bem ruim para um aumento de capital, com os mercados caindo pelo medo de uma recessão nos EUA após divulgação de dados fracos. Neste ambiente negativo, não será fácil conseguir 5,5 bilhões de euros", acrescentou o operador.

(Reportagem adicional de Blaise Robinson, Peter Starck, Sudip Kar-Gupta, Kerstin Leitel e Tim Hepher)