Mercado corta estimativa de expansão em 2009 pela 2a vez seguida

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 08:32 BRT
 

SÃO PAULO, 6 de outubro (Reuters) - O mercado financeiro reduziu a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2009 pela segunda vez seguida, mas também espera inflação mais moderada no próximo ano.

De acordo com levantamento do Banco Central divulgado nesta segunda-feira, o país deve crescer 3,50 por cento em 2009, levemente abaixo dos 3,55 por cento estimados na semana anterior.

Para 2008, a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) subiu a 5,20 por cento, ante 5,18 por cento na pesquisa anterior.

No cenário de inflação, os cálculos dos analistas indicam alta de 6,14 por cento para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2008 --mesma taxa da pesquisa passada-- e de 4,85 por cento em 2009, levemente abaixo dos 4,90 por cento estimados anteriormente.

(Reportagem de Renato Andrade; Edição de Daniela Machado)