ZOOM-Menos de um mês após contratação, Zuanazzi deixa a CVC

sexta-feira, 6 de junho de 2008 17:18 BRT
 

 Por Cláudia Fontoura
 SÃO PAULO (Reuters) - Durou pouco a passagem de Milton
Zuanazzi, ex-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil
(Anac), pela CVC, maior operadora de turismo do país. O
executivo, que foi anunciado em 14 de maio como diretor para a
América Latina, já não faz mais parte dos quadros da operadora.
 Segundo a assessoria de imprensa, Zuanazzi reuniu-se nesta
quinta-feira com Guilherme Paulus, presidente do Conselho
Administrativo, e Valter Patriani, presidente da CVC, para
comunicar que decidiu não continuar na empresa. A operadora não
informa as razões do desligamento.
................................................................
 RESPOSTA POR E-MAIL
 Desde a contratação do executivo em maio, a diretoria da
CVC começou a receber uma chuva de e-mails de protesto de
familiares das 199 vítimas do vôo 3054 da TAM, que morreram em
17 de julho de 2007. Os textos faziam referência à ação de
improbidade administrativa do Ministério Público Federal contra
Zuanazzi.
 Na quinta-feira, por volta das 13 horas, um curto e-mail
assinado por Luiza Paulus, vice-presidente do Conselho de
Administração da CVC, foi endereçado à mãe de uma das vítimas,
que protestou contra a contratação. No texto, Luiza Paulus já
anunciava a saída do executivo. "O Sr. Zuanazzi não faz mais
parte do quadro desta empresa", dizia o e-mail.
...............................................................
 PLANO B
 A Unidas, locadora de veículos controlada pelo grupo
português Soluções Automóvel Globais (SAG), pediu aval da
Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para captar 250 milhões
de reais em debêntures. A operação está sendo coordenada pelo
Itaú BBA.
 É a segunda tentativa da Unidas de acessar o mercado de
capitais no país. Em fevereiro, a companhia, que tem a Localiza
como uma das principais concorrentes, suspendeu os planos de
abrir o capital na Bovespa por meio de uma oferta pública de
ações.
............................................................
 MICROSOFT NO CHILE
 A partir de 1o de julho, Luiz Marcelo Marrey Moncau, que
atuava como diretor de Marketing e Negócios da Microsoft no
Brasil, vai assumir a presidência da recém-criada subsidiária
da empresa no Chile.
 No Brasil, Moncau será substituído por Paula Bellizia, que
estava na área de desenvolvimento de negócios da companhia.
 Segundo a Microsoft, a mudança faz parte da estratégia de
reforçar a presença na América Latina.
................................................................
 KLABIN A TODO VAPOR
 A partir da semana que vem, começa a operar à plena carga o
Projeto de Expansão MA-1100 da Klabin. A entrada em
funcionamento da caldeira de biomassa era o que faltava para
completar o processo de produção e elevar a auto-suficiência
energética da unidade.
 Com capacidade de 250 toneladas de vapor/hora, a nova
caldeira vai reduzir o consumo de óleo combustível em 20 mil
toneladas/ano, contribuindo para a redução dos efeitos de
gases-estufa.
 O projeto, aprovado em 2006, consumiu investimentos de 2,2
bilhões de reais e aumentou a capacidade de produção de papel
cartão de 700 mil toneladas/ano para 1,1 milhão de tonelada/ano
na Unidade de Monte Alegre (PR).
 (Com reportagem de Aluísio Alves; edição de Cláudia Pires)