CÂMBIO-Atento ao exterior, dólar oscila em torno da estabilidade

sexta-feira, 6 de junho de 2008 10:32 BRT
 

SÃO PAULO, 6 de junho (Reuters) - O dólar operava perto da estabilidade nesta sexta-feira, a 1,628 real, com o mercado monitorando a reação dos investidores estrangeiros ao aumento surpreendente do desemprego nos Estados Unidos.

Às 10h31, a valorização da moeda norte-americana BRBY era de apenas 0,06 por cento.

A maior economia do mundo fechou postos de trabalho pelo quinto mês seguido em maio. Com isso, a taxa de desemprego alcançou 5,5 por cento, maior nível desde outubro de 2004.

A reação inicial da taxa de câmbio foi uma ligeira queda, acompanhando a baixa generalizada do dólar no exterior, segundo Marcelo Voss, economista-chefe da Corretora Liquidez.

"Quando o dólar cai frente às principais moedas, você ajuda no viés de valorização do real", afirmou.

Logo em seguida, a queda foi revertida. Mas a alta ainda não mostrava fôlego. "Hoje deve ficar de lado, a não ser que tenha alguma coisa muito fora de parâmetro", comentou Voss.

Segundo ele, a disparada do petróleo --que subia mais de 6 dólares nos Estados Unidos após alta acentuada na véspera-- pode influenciar o comportamento do câmbio.

Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, lembrou que o dólar trabalha com uma tendência de baixa diante do real.

"Vale ressaltar que o diferencial de juros ainda muito alto a favor do (mercado) brasileiro, mesmo considerando o aumento de apenas 0,5 ponto da Selic e a perspectiva de elevação global dos juros, deve seguir estimulando as aplicações no mercado de renda fixa", disse em relatório.

"Por outro lado, com o déficit em conta corrente do país, o espaço para quedas muito acentuadas da moeda americana ante o real também é limitado", ponderou.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)