Forte terremoto atinge o Tibete

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 09:18 BRT
 

PEQUIM, 6 de outubro (Reuters) - Fortes terremotos atingiram áreas do Tibete e de Xinjiang na segunda-feira, mas ambos parecem ter acontecido somente em áreas montanhosas e pouco povoadas, causando danos limitados.

O tremor mais forte atingiu o Tibete no fim da tarde (horário local) e seu epicentro foi a cerca de 80km da capital regional, Lhasa. Teve 6,6 graus de magnitude, disse o Centro Geológico dos Estados Unidos em seu site (earthquake.usgs.gov).

Os moradores da cidade disseram ter sentido o tremor, mas não houve danos visíveis. Perto do epicentro, no condado de Qushui, os prédios e janelas tremeram, mas uma autoridade hospitalar disse que não há notícia de feridos.

"(O tremor) durou cerca de um minuto e houve um tremor secundário cerca de quinze minutos depois", disse Zhang Dong, que trabalha no gabinete do diretor do hospital do condado de Qushui.

"O prédio ainda está em bom estado, mas as janelas tremeram, fazendo muito barulho. Até agora, ninguém perto de nós se feriu".

O tremor acontece um dia depois de um terremoto no Quirguistão que matou 70 pessoas e derrubou uma cidade. No mesmo dia, outro terremoto atingiu o Afeganistão.

A China ainda está se recuperando do enorme terremoto que atingiu a província de Sichuan, no dia 12 de maio, matando pelo menos 80 mil pessoas e devastando cidades inteiras.

O departamento sismológico do Tibete enviou uma equipe à área e autoridades locais planejam dar um informe, mas não há relatos de danos a áreas culturais como o palácio de Potala, que seria a residência tradicional do Dalai Lama, segundo a agência Xinhua.

Logo após a meia noite, um tremor de magnitude 5,7 atingiu um local perto da fronteira entre a China e o Quirguistão e o Tadjiquistão, cerca de 20 minutos depois do tremor no Quirguistão.

Quatro casas desabaram e mais de 200 foram danificadas, mas ninguém se feriu, segundo a Xinhua.

(Por Jason Subler)