China pede para Europa rejeitar oferta da BHP pela Rio--jornal

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 10:11 BRT
 

SYDNEY, 6 de outubro (Reuters) - Uma importante autoridade chinesa pediu para reguladores de concorrência da Europa rejeitarem a oferta de compra da mineradora Rio Tinto (RIO.AX: Cotações)(RIO.L: Cotações) pela BHP Billiton BPH.AX(BLT.L: Cotações) por 89 bilhões de dólares, afirmando que a operação será prejudicial à economia global, publicou o Sydney Morning Herald.

Ao falar em uma conferência em Melbourne, na Austrália, no final de semana, Xiaoye Wang, conselheiro sênior do Conselho de Estado da China e do Congresso, também disse que o negócio irá prejudicar a China e deve ser revisado pela agência anti-monopólio do país.

"A China é a maior consumidora de produtos de minério de ferro, sendo que 40 por cento é proveniente da Austrália. Depois da fusão haverá somente dois competidores. Eu acredito que isso é prejudicial à competição", disse Wang.

Wang, que ajudou a delinear a lei anti-truste da China que entrou em vigor em 1o de agosto, disse que a China não tinha nenhuma jurisdição regulatória sob qualquer acordo entre a BHP e a Rio.

Mas ele acrescentou que: "eu realmente espero que os reguladores europeus rejeitem o acordo".

Na última semana, a oferta da BHP recebeu aprovação de órgão regulatório da Austrália.

A Comissão Européia estabeleceu prazo de 15 de janeiro para sua revisão aprofundada do negócio, tendo demonstrado anteriormente preocupações quanto ao aumento do preço de commodities para fabricantes e consumidores.

(Reportagem de James Thornhill)