AGENDA POLÍTICA-Congresso começa a apurar denúncia da Varig

sexta-feira, 6 de junho de 2008 16:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os desdobramentos das acusações de pressões efetuadas pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) sobre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no caso da venda da Varig devem atrair as atenções do Congresso, onde os envolvidos vão prestar depoimento.

A ex-diretora Denise Abreu, autora das denúncias, depõe na Comissão de Infra-Estrutura do Senado na quarta-feira. Também vão prestar esclarecimentos o ex-presidente da Anac, Milton Zuanazzi, o juiz responsável pelo processo de recuperação judicial da Varig, Luiz Roberto Ayoub, e outros membros da Anac.

Dilma nega que tenha pressionado a agência reguladora do setor aéreo para favorecer os compradores da VarigLog e da Varig, que são o fundo estrangeiro Matlin Patterson e três empresários brasileiros.

Veja a seguir outros eventos políticos da semana.

SEGUNDA-FEIRA

-- Reunião ministerial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai definir as regras de participação da equipe nas eleições municipais de outubro. A alta da inflação e a criação do Fundo Soberano do Brasil também devem estar na pauta. Circula dos bastidores que o projeto de criação do fundo só deve ir ao Congresso depois da votação da nova CPMF.

TERÇA-FEIRA

-- O presidente Lula cumpre agenda em São Paulo. Na capital, às 10h, entrega medalhas do mérito Oswaldo Cruz 2008 no teatro da Faculdade de Medicina da USP. Ao meio-dia, participa da abertura da feira Hospitalar 2008, no Expo Center Norte. Depois viaja a Campinas onde às 15h inaugura o Hospital Ouro Verde.

-- Votação da Contribuição Social para a Saúde (CSS), a nova CPMF. Prevista para ser votada na quarta-feira passada, foi adiada depois de manobra da oposição que pediu prazo de mais uma sessão para analisar as emendas de plenário. O projeto ainda terá de passar pelo Senado, onde o governo tem margem de manobra menor. Se passar, começa a ser cobrada em janeiro de 2009.   Continuação...