"Aceitamos euros" vira placa cada vez mais comum em Nova York

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008 15:32 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - No exemplo mais recente de que o dólar já não é mais o mesmo, algumas lojas de Nova York começaram a aceitar euros e outras moedas estrangeiras para o pagamento de mercadorias.

"Decidimos que dinheiro é dinheiro, e vamos aceitá-lo e fazer o câmbio sempre que pudermos com nosso banco", disse Robert Chu, proprietário do East Vilage Wines, à Reuters TV.

A queda do dólar, que já foi considerado o rei das moedas, trouxe ondas de turistas europeus para Nova York. Eles vêm com dinheiro para gastar, levando vantagem das taxas de câmbio altamente favoráveis.

"Não tínhamos percebido que conseguíriamos tanto e que haveria tantas pessoas viajando ou com euros para trazer. Mas, em alguns dias, você fica surpreso com a quantidade de euros que você consegue", disse Chu.

"Agora temos que nos acostumar com as outras moedas e com as libras (esterlinas) e os dólares canadenses que pegamos", acrescentou.

Ainda que lojas em muitas cidades na fronteira com o Canadá já aceitassem a moeda do país vizinho há muito tempo, e que algumas lojas na fronteira entre Texas e México já aceitavam pesos, a possibilidade de usar moedas estrangeiras em Manhattan era desconhecida até recentemente.

Não muito longe do empório de vinhos de Chu, Billy Leroy, da Billy's Antiques & Props, disse que o grande número de europeus comprando na vizinhança o fez pensar: "Meu Deus, deveria aceitar euros na minha loja."

Leroy nem se preocupa em trocá-los.

"Fico feliz se eu consigo 200 euros, porque eu fico com eles", disse. "Daí, quando vou para Paris, não tenho que passar pelo pesadelo de ir a uma casa de câmbio."

(Reportagem de Angela Moore)