November 6, 2007 / 7:22 PM / 10 years ago

REEDIÇÃO-VALE e BNDES lançam projeto de R$220 mi em energia

3 Min, DE LEITURA

(Corrige data da matéria)

SÃO PAULO, 6 de novembro (Reuters) - A Companhia Vale do Rio Doce (VALE5.SA) anunciou na terça-feira o lançamento de um programa junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar pesquisas em geração de energia.

Com investimento previsto em 220 milhões de reais a serem aplicados em três anos, metade pela Vale e metade pelo BNDES, o programa será executado pelo Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Energia (CDTE), a ser instalado em São José dos Campos (SP).

"Para a Vale, interessa fomentar o desenvolvimento tecnológico na geração de energia. A Vale se interessa por tecnologias que tenham aplicação", afirmou o diretor-executivo de assuntos corporativos e energia da Vale, Tito Martins.

Serão priorizados projetos de geração com fontes renováveis ou projetos que "limpem" fontes não-renováveis, por meio do aumento da eficiência, disse ele.

"Isso é importante porque a matriz energética não vai se alterar num curto prazo, só dentro de dez, quinze, vinte anos. Enquanto isso, queremos que os processos de hoje tenham mais eficiência", afirmou Martins por telefone.

Pelo programa, uma empresa que tenha determinada demanda para geração mais barata e limpa de energia poderá entrar em contato com o centro, que vai averiguar entre seus projetos em desenvolvimento algum que possa ser aplicado. BNDES e Vale entram financiando o projeto.

A Vale pretende, então, adotar a nova tecnologia para geração de energia.

O programa prevê o desenvolvimento de atividades, por exemplo, nas áreas de gaseificação de carvão térmico e de biomassa. Também estão previstas pesquisas para a produção de turbinas a gás e motores pesados multi-combustíveis.

O centro tem operações previstas para começar no primeiro semestre de 2008.

A Vale tem atualmente sete usinas hidrelétricas de grande porte em operação, uma em construção (Estreito), uma em fase de licenciamento ambiental prévio (UTE Barcarena) e quatro PCHs (pequenas centrais hidrelétricas) em operação.

Segundo um comunicado, a empresa responde por cerca de 4,5 por cento de toda a energia elétrica gerada no Brasil. Este ano, a Vale prevê investir 197 milhões de dólares em energia, e 470 milhões de dólares em 2008.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below