EUA defendem necessidade de "medidas punitivas" contra Irã

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 07:23 BRT
 

A BORDO DO FORÇA AÉREA UM (Reuters) - A Casa Branca disse na quarta-feira acreditar que as potências ocidentais terão de tomar novas medidas contra o Irã "que sejam punitivas", pois Teerã não deu uma resposta concreta aos pedidos para suspender suas atividades nucleares.

"Na ausência de uma resposta positiva para a generosa oferta que fizemos, achamos que os aliados não têm outra escolha que não seja a tomada de novas medidas que sejam punitivas", disse a porta-voz da Casa Branca Dana Perino a bordo do avião presidencial Força Aérea Um.

Perino, que está na comitiva do presidente norte-americano, George W. Bush, na viagem de Seul para Bangcoc, disse que as principais potências do mundo se reunirão numa teleconferência para discutir a resposta iraniana.

"Acho que os iranianos demoraram muito para responder aos aliados, então acho que a coisa mais importante que podemos fazer é deixar os diretores políticos fazerem sua teleconferência e decidir sobre os próximos passos", disse Perino.

O Irã entregou na terça-feira uma carta ao chefe da política externa da União Européia, Javier Solana, em resposta a uma oferta feita em junho pelas potências mundiais que evitaria a busca de mais sanções no âmbito da Organização das Nações Unidas caso o Irã pare de ampliar suas atividades na área nuclear.

Trechos da carta de uma página obtidos pela Reuters mostram que o Irã não deu uma resposta firme e, em vez disso, prometeu dar uma "resposta clara" numa data não especificada.

(Reportagem de Matt Spetalnick)