7 de Outubro de 2008 / às 00:31 / 9 anos atrás

PMDB, PSDB, PT e PP são vitoriosos no 1o turno; DEM e PPS perdem

Por Fernando Exman

BRASÍLIA, 6 de outubro (Reuters) - Os maiores vitoriosos do primeiro turno das eleições municipais foram PMDB, PSDB, PT e PP. DEM e PPS foram os que mais perderam, apontou resultado divulgado nesta segunda-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com 1.193 candidatos a prefeito já eleitos, o PMDB lidera o ranking. Em segundo lugar, ficou o PSDB, que conquistou 778 prefeituras na primeira etapa do pleito. PT e PP venceram, cada um, em 545 cidades.

Falta, no entanto, a inclusão no banco de dados do TSE a apuração das urnas de 50 cidades. O segundo turno será realizado em 29 municípios, no dia 26.

Para o governador de Minas Gerais e potencial candidato tucano à presidência em 2010, Aécio Neves, o resultado das eleições não indica o predomínio de nenhuma legenda.

"Nessa eleição, a grande verdade é a seguinte: não há um grande vitorioso, um partido que possa se dizer hegemônico. Nem PT, nem PSDB, nem PMDB. A eleição foi dividida", avaliou a jornalistas. "Não acho que haverá uma influência decisiva dos resultados em 2010, que é a ilação que todos querem fazer", acrescentou.

Nas eleições de 2004, somados os dois turnos, PMDB, PSDB, PT e PP elegeram, respectivamente, 1.059, 870, 411 e 551 prefeitos. Com base no segundo turno que cada legenda disputará -- PMDB, 11; PSDB, 10; PT, 15, e PP, três --, peemedebistas e petistas ganharam terreno, enquanto tucanos e pepistas perderam.

Em quarto lugar, com 491 prefeitos eleitos no primeiro turno, ficou o DEM. Como só disputará o segundo turno em dois municípios, o partido também recuará, se comparado o seu desempenho nas últimas eleições. Em 2004, quando ainda se chamava PFL, obteve 789 prefeituras.

Em seguida ficaram PTB (409), PR (379), PDT (340), PSB (308), PPS (130), PV (75), PSC (60), PRB (54), PMN (42), PCdoB (39), PRP (16), PSL (15), PTN (15), PHS (13), PTC (11), PRTB (11), PTdoB (8) e PSDC (7).

Desses partidos, o PSB foi o que mais cresceu e o PPS, o que mais perdeu prefeituras. Integrante da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PSB avançou de 175 para 308 prefeituras. Já o PPS, que faz oposição ao governo federal, caiu de 308 para 130.

O presidente do PSB, o governador de Pernambuco Eduardo Campos, comemorou o resultado. "O partido cresceu com consistência e qualidade. É uma grande vitória", declarou por meio de comunicado.

Os ministros Tarso Genro (Justiça) e Luiz Dulci (Secretaria-geral da Presidência da República) elogiaram o desempenho do PT. "Meu partido saiu fortalecido", declarou a jornalistas o ministro da Justiça.

"O PT teve um aumento expressivo e sai fortalecido das eleições", complementou em entrevista coletiva Dulci, para quem o governo será beneficiado indiretamente pelo pleito. "Se considerarmos os partidos da base aliada, que se saíram bastante bem, o resultado é bem positivo."

A oposição também procurou destacar o lado positivo de seus desempenhos, embora com ataques a Lula e ao PT.

"A idéia de que Lula elegeria até um poste por causa da sua alta popularidade não se concretizou. Ele fez campanha raivosa em Natal e perdeu no primeiro turno. Em São Bernardo do Campo (SP), o presidente fez campanha de rua e a eleição foi para o segundo turno, do mesmo modo que em Guarulhos (SP), onde o PSDB provocou o segundo turno pela primeira vez", disse o líder do PSDB na Câmara, deputado José Aníbal (SP), em nota divulgada no site tucano.

Já o presidente de honra do DEM, Jorge Bornhausen, comemorou a vitória do prefeito Gilberto Kassab no primeiro turno da eleição paulistana. Marta Suplicy (PT) ficou em segundo lugar e disputa o segundo turno com o democrata.

"Nosso objetivo é tirar o PT do poder federal. O sucesso de Kassab consolida a aliança Democratas-PSDB e comandará a eleição para presidente em 2010", destacou Bornhausen em informe divulgado pelo partido.

Não elegeram nenhum prefeito e tampouco disputam o segundo turno PCB, PCO, PSOL e PSTU.

Reportagem adicional de Marcelo Portela, em Belo Horizonte, e Natuza Nery, em Brasília, Edição de Mair Pena Neto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below