PETROBRAS aprofunda exploração em busca do pré-sal de Campos

segunda-feira, 6 de outubro de 2008 19:59 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 6 de outubro (Reuters) - A Petrobras decidiu aproveitar os seus poços exploratórios já existentes e estender as perfurações na bacia de Campos em busca da camada pré-sal, uma região que se estende do Espírito Santo a Santa Catarina e que pode conter bilhões de barris de petróleo e gás natural.

De acordo com o gerente de Exploração e produção da Petrobras, José Figueiredo, "em todas as áreas do pré-sal serão estendidos os furos", e informou que isso está ocorrendo na bacia de Campos, produtora de 80 por cento do petróleo nacional, em campos como Roncador e Marlim.

"O que estamos fazendo é um esforço exploratório conjunto para estender as perfurações que já estavam programadas acima da camada de sal, para baixo desta barreira", disse.

Somente em dois poços que já foram pesquisados na bacia de Santos, o volume de óleo equivalente recuperável pode atingir até 12 bilhões de barris, praticamente a reserva total da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) atualmente (14 bilhões de barris de óleo equivalente).

Segundo Figueiredo, a bacia de Campos tem uma camada de sal menos espessa que em Santos, que chega a atingir 2 quilômetros, e está mais próxima da realidade da bacia do Espírito Santo, onde a camada de sal tem apenas 200 metros de espessura. Além disso, as profundidades também são menores.

"A profundidade dos reservatórios, que na Bacia de Santos é de 6 mil a 7 mil metros, nas demais localizadas fica em torno de quatro mil metros", afirmou.

Especialistas no entanto afirmam que em Campos é muito difícil a existência de um grande volume de óleo, já que a camada de sal é menos espessa e permite a migração do óleo do pré-sal para a superfície por meio de rachaduras.

(Por Denise Luna; Edição de Marcelo Teixeira)