Petrobras fará refinaria de pequeno porte no RN, diz governo

sexta-feira, 6 de junho de 2008 13:08 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo do Rio Grande do Norte espera para daqui a 15 dias o anúncio oficial, pela Petrobras, da instalação de uma unidade de produção de gasolina automotiva no Estado, no valor de 66 milhões de dólares.

De acordo com informações no site do governo nordestino, a fábrica se somará às plantas industriais já existentes no município de Guamaré, onde já são produzidos óleo diesel, querosene de aviação, gás natural, GLP (gás de cozinha) e biodiesel.

Com a nova unidade, a capacidade de processamento do Estado seria de mais de 80 mil barris de petróleo por dia, informou o site.

Segundo o governo do Rio Grande do Norte, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, teria informado na quinta-feira à governadora daquele Estado, Wilma de Faria, que também pretende ampliar as plantas experimentais de biodiesel e a produção de energia eólica.

Procurada pela Reuters, a assessoria da Petrobras informou que a construção da refinaria pela empresa ainda está sendo avaliada e que não vai comentar o assunto.

Além da refinaria no Rio Grande Norte, com produção voltada para o mercado interno, a estatal prevê construir mais duas unidades, além da refinaria de Pernambuco, já em construção, no valor de mais de 20 bilhões de dólares.

Uma das unidades, com capacidade para 600 mil barris diários de petróleo, chamada de Premium pela companhia, deverá ser instalada no Maranhão, terra Natal do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, mas o governo do Ceará também reivindica o projeto.

Oficialmente, a Petrobras informa que "provavelmente" a refinaria Premium será no Maranhão, mas não confirma o local alegando que ainda estão sendo feitos estudos. A segunda unidade, que também será de grande porte, também ainda não tem localização definida, afirmou a assessoria.

(Reportagem de Denise Luna)